Anúncios

Pela segunda vez no ano, o Aeroporto Internacional Marechal Rondon, em Várzea Grande, região metropolitana de , foi o terminal com maior evolução no índice de satisfação dos passageiros entre os principais aeroportos do país. Com o crescimento, o terminal mato-grossense saltou da 14ª posição no ranking nacional para a 12ª.

A expansão em percentual chegou a 18,9% no terceiro trimestre de 2017 na comparação com o mesmo período do ano passado. As informações citadas constam da Pesquisa Permanente de Satisfação dos Passageiros, do Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil, divulgada nesta quinta-feira (19.10) pelo Ministério dos Transportes.

A evolução registrada pelo vem sendo notada desde o primeiro trimestre do ano, após o destravamento das de ampliação do terminal capitaneada pelo secretário de Estado das Cidades, Wilson . “O governador Pedro Taques tem determinado que quer o Marechal Rondon entre os melhores do país. Isso tem feito que a gente trabalhe diuturnamente, mas é claro que a melhoria de alguns itens elevou a satisfação do cliente. A temperatura ambiente do aeroporto sempre está entre 21 e 23°C, as esteiras de desembarque são rápidas e o que coloca Cuiabá entre os melhores do país, os banheiros foram todos reformados, a praça de alimentação tem sido permanentemente melhorada, entre outros aspectos”, citou ele, se dizendo satisfeito com a evolução no ranking.

De acordo com o levantamento do Governo Federal, pela segunda vez o aerporto mato-grossense apresentou nota acima de 4, numa escala que tem teto de 5. No terceiro trimestre de 2016, a nota de satisfação do terminal entre os passageiros era de 3,55, passou para 4,04 no primeiro trimestre de 2017 e alcançou 4,22 de julho a setembro. Esse é melhor desempenho da série histórica desde 2013. A pesquisa do Ministério dos Transporte mostra que dessa vez o terminal de Mato Grosso deixou para trás os aeroportos de (3.95), Congonhas (4.16) e (4.21).

O avanço percebido pelos passageiros que circulam no Aeroporto Internacional Marechal Rondon e quantificado no levantamento nacional havia sido antecipado pelo governador do Estado, Pedro Taques, em maio de 2017. “A nossa meta é figurar entre os 10 melhores aeroportos do país e o Marechal Rondon aparece numa média crescente acima de 4 pontos desde o início do ano”, comemorou ele.

Ainda segundo o estudo, dos 15 terminais avaliados, 14 tiveram nota acima de 4, a média estipulada pela Conaero (Comissão Nacional de Autoridades Aeroportuárias), numa escala que vai de um a cinco. “Hoje, o nosso relatório mostra que temos 14 dos 15 aeroportos sendo bem avaliados pelos passageiros. Agora, queremos ampliar esse escopo e ver como andam os demais terminais brasileiros em relação à gestão e à entrega dos serviços aos usuários do transporte aéreo. Precisamos identificar os problemas e atuar nas melhorias”, pontuou o secretário Nacional de Aviação Civil, Dario Lopes.

A pesquisa

O atual levantamento do Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil traz um panorama do terceiro trimestre deste ano, com números de julho a setembro.

De acordo com os índices descritos na pesquisa, o terminal Marechal Rondon aparece entre os dez melhores na facilidade de desembarque no meio fio, com nota 4,24, ficando em sétima colocação no país. Quanto ao tempo de espera na fila de inspeção de segurança, Cuiabá está em 8°, com nota 4.53. No quesito cordialidade dos funcionários da inspeção o índice é um pouco menor, 4.46, em décimo lugar.

Na qualidade de sinalização dentro do complexo aeroportuário, o aeroporto regional fica em 11º no ranking. Já na disponibilidade e qualidade de informações nos painéis de voos, apresenta nota 4.27, subindo para 10º.

A lista de itens da pesquisa é extensa. No resultado por indicação de satisfação dos passageiros o ponto de disponibilidade de tomadas, Cuiabá aparece em 8ª colocação, com nota 3.97. Apenas três aeroporto do Brasil têm pontuação acima de 4 (Natal, Galeão e Santos Dumont). Na qualidade de internet, o Marechal Rondon também está em oitavo lugar com 3.63. No tempo de espera na fila do check-in em terminais de atendimento o Marechal Rondon figura na sexta colocação entre os aerportos pesquisados com nota 4.48. No check-in em balcão a nota é de 4.36, aparecendo em sétimo lugar.

Dados com notas mais baixas são relacionados à disponibilidade de sanitários (4.00, na 13ª colocação); disponibilidade de assentos na sala de embarque (4.34, no 13º lugar); sensação de segurança em áreas públicas (4.23, em 12ª colocação); limpeza do aeroporto (4.34, em 12º lugar) e conforto térmico do aeroporto (4.28, ficando em 12ª colocação), dentre outros quesitos.

Desde que passou a ser realizada, em janeiro de 2013, a pesquisa de satisfação do Ministério do Transportes já ouviu mais de 290 mil pessoas nos 15 principais aeroportos brasileiros, que estão divididos em três categorias baseadas no número de passageiros processado por ano. Cuiabá aparece entre os aeroportos que recebem 5 milhões de passageiros, juntamente com Natal (RN) e Manaus (AM).

Obra

A obra completa do aeroporto Marechal Rondon está orçada em R$ 84,63 milhões e até o momento já foram executados 90% dos serviços de reforma e ampliação do local. A previsão de entrega pela Secid é para o final do mês de dezembro de 2017.

O Marechal Rondon é hoje uma das principais portas de entrada de Mato Grosso e as obras de reforma do terminal garantirão, além de mais conforto aos usuários, a ampliação da capacidade de fluxo de passageiros para até 5 milhões de pessoas por ano. Em 2016, a movimentação de pessoas no complexo chegou a 2,8 milhões, segundo dados da Infraero. A projeção para 2017 é que a base cresça para até 3,2 milhões de passageiros no ano.

Confira a pesquisa completa de satistação dos passageiros no site do Ministério dos Transportes.