Anúncios

Esse post faz parte da série: Configurando um Webserver com WordPress no Raspberry Pi 3 model B e docker

Existem diversos Sistemas Operacionais disponíveis para o Raspberry Pi 3. E cada sistema facilita a utilização do Raspberry da sua forma. Existem por exemplo versões para a emulação de jogos, outras para utilização como media center, e ainda as para utilização como servidores ou até mesmos desktops. Dentre as versões podemos citar o Pidora, LibreELEC, OSMC, RISC OS, Arch Linux, Ubuntu ‘Classic’, Ubuntu Core, Ubuntu Mate, Windows 10 IOT CORE.

O sistema que vamos instalar hoje é o Raspbian, que é uma distribuição baseada no Debian mantido pela fundação Raspberry Pi. Mais precisamente, iremos instalar a versão “RASPBIAN STRETCH LITE”, que é a versão apenas com os pacotes essenciais, digamos que é a versão ‘servidor’ do Raspbian.

Para isso acesse: https://www.raspberrypi.org/downloads/ e clique no ícone do Raspbian:

Em seguida localize a opção Raspbian Stretch Lite e clique em “Download ZIP”:

Enquanto o arquivo de imagem do Raspbian é baixado, vamos baixar o ETCHER, que é um aplicativo para ‘gravar’/’instalar’ a imagem do Sistema Operacional no cartão de memória (SD Card). Para isso acesse https://etcher.io,  por padrão o site aparece com a opção apropriada para o seu Sistema Operacional selecionada, caso ele não identifique corretamente, você pode selecionar a versão correta:

A utilização do ETCHER para gravar a imagem é muito simples:

  1. Selecione o arquivo do Sistema Operacional
  2. Selecione o cartão/SD card onde irá gravar a imagem
  3. Clique em Flash e aguarde

Com a imagem gravada no cartão de memória, basta inseri-la no leitor de cartão do seu Raspberry Pi, conectar o teclado e o cabo HDMI e liga-lo na tomada. Na primeira inicialização o sistema irá expandir o armazenamento para o tamanho do cartão de memória que você está utilizando.

Quando o sistema estiver disponível, irá aparecer na tela o campo login: onde nesse primeiro acesso vc deve informar pi para o usuário e raspberry.

Como o sistema que estamos instalando será utilizado como um servidor, ele não terá interface gráfica, o que deixa o sistema mais rápido.

Observe que o procedimento de gravar a imagem do Sistema Operacional no cartão de memória que vimos acima pode ser utilizado para gravar a imagem de qualquer Sistema Operacional preparado para o Raspberry Pi.

No próximo post da nossa séria, iremos falar sobre como gerenciar o nosso Raspberry Pi a partir de outro computador. Até la!

Caso tenha alguma dúvida ou sugestão, deixe um comentário no nosso Facebook https://www.facebook.com/saibatudomt


Ao reproduzir esse conteúdo cite o autor como Eduardo Gonçalves com o link para essa página. Obrigado.