Anúncios


Sete pessoas envolvidas com em Tangará da Serra (239 km ao Médio-Norte) foram presas pela , na tarde de quarta-feira (27.09), após serem flagradas com grande quantidade de drogas e munições.

Entre os presos estão Nilson Waldow, 60, conhecido como “Peninha”, Weliton Silva, 32, Maria José Vieira, Jéssica Paula Rodrigues Gonçalves, 24, Cristhian dos Santos Rodrigues, 20, Luiz Henrique Batisti , 22, e Alfredo Ferreira de Souza Júnior, 22. A suspeita, Aline Vieira Duarte, oitava integrante da quadrilha, conseguiu escapar da ação policial e está foragida.

O trabalho teve início após os policiais da Delegacia de Tangará da Serra receberem informações sobre um endereço no bairro Cidade Alta IV, onde funcionaria um ponto de venda e consumo de entorpecentes. Segundo as informações, o casal Aline e Nilson seriam os responsáveis pelo comércio ilícito e guardariam grande quantidade de entorpecentes na residência.

Durante monitoramento do endereço, os policiais constataram a grande movimentação de usuários que entravam e saiam do local ou consumiam a droga ali mesmo. Logo, os policiais descobriram que Nilson havia alugado uma casa nos fundos, onde residiam os suspeitos, Cristhian, Luiz Henrique e Jéssica que ajudavam os traficantes no comércio de drogas.

A mãe de Aline, Maria José e o suspeito Weliton também colaboravam com o comércio ilegal e faziam a venda de drogas próximo a praça da igreja. Os policiais descobriram ainda que Aline é considerada foragida da Justiça e estava com mandado de prisão preventiva expedido pela Comarca de Sinop, também por envolvimento com o tráfico de drogas.

Diante dos levantamentos, a equipe da decidiu realizar a abordagem dos suspeitos. Os primeiros a serem detidos foram Cristhian, Luiz Henrique e Alfredo, flagrados realizando o coméicio de drogas. Ao perceber a presença dos policiais, Maria José e Weliton tentaram fugir, mas acabaram detidos pelos policiais. Com a suspeita, foi encontrada uma porção de cocaína.

Em buscas na casa, no quarto dos fundos policiais apreenderam um tablete grande maconha dentro da geladeira e duas sacolas de supermercado com vários pedaços da mesma droga na cozinha. No quarto havia outra sacola com maconha e um vidro contendo nove porções grandes da substância, além de uma balança de precisão.

Na casa dos fundos, foi encontrado mais um tablete de maconha e 26 porções menores enroladas em papel filme. No interior da residência dos traficantes, foram encontradas no fundo falso de uma estante uma sacola com dois tabletes grandes de maconha, embalagem para embalo da droga, 10 porções pequenas do entorpecente, uma balança de precisão, além de um relógio avaliado em R$ 20 mil e uma TV 32 polegadas.

No mesmo fundo falso, policiais apreenderam várias munições, sendo uma com 43 espoletas, 29 munições calibre 22, 18 cartuchos calibre 28, 10 cartuchos pretos calibre 12, 10 cartuchos deflagrados calibre 12, um cartucho calibre 20, 2 cartuchos calibre 12, um cartuchos calibre 12 deflagrado, 47 cartuchos vermelhos calibre 12, 20 cartuchos vermelhos deflagrados calibre 12, 05 cartuchos calibre 36, 02 frascos com pólvoras, 07 sacos com balins de chumbo e uma sacola com buchas calibre 12.

Ao perceber a descoberta do fundo falso, a suspeita Aline que estava com uma de colo deixou a menina e fugiu pulando o muro da casa e entrando para dentro do mato. Os demais suspeitos foram detidos e todo material encontrado na casa apreendido e encaminhado a Delegacia de Tangará da Serra.

Após serem interrogados pelo delegado Nelder Martins Pereira, os conduzidos foram atuados em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico. As investigações estão em andamento para localizar e prender a suspeita Aline, que continua foragida.